19°C 37°C
Teresina, PI
Publicidade

Como xixi de cachorro na roda do carro pode comprometer até os freios

O xixi também é vilão ao acelerar a degradação de itens de borracha, como pneus, suas respectivas válvulas, buchas de suspensão e até dutos do sistema de freios.

06/07/2024 às 09h08 Atualizada em 07/07/2024 às 09h29
Por: Redação RI Fonte: Uol
Compartilhe:
Xixi é vilão: hábito de cachorros urinarem na roda para 'demarcar território' pode reduzir vida útil de uma série de componentes e trazer risco à segurança | Imagem: iStock
Xixi é vilão: hábito de cachorros urinarem na roda para 'demarcar território' pode reduzir vida útil de uma série de componentes e trazer risco à segurança | Imagem: iStock

Que o xixi de cachorro pode manchar a roda, muita gente sabe. No entanto, o PH mais ácido da urina é capaz de causar danos muito mais sérios no veículo, trazendo não apenas prejuízos estético e financeiro, como também risco à segurança.

As "necessidades" do pet provocam corrosão em componentes metálicos - como a própria roda e os respectivos cubo e parafusos de fixação.

O xixi também é vilão ao acelerar a degradação de itens de borracha, como pneus, suas respectivas válvulas, buchas de suspensão e até dutos do sistema de freios.

De acordo com Erwin Franieck, mentor de inovação e tecnologia da SAE Brasil, quanto mais tempo a urina permanecer sem limpeza, pior.

A situação é agravada se a roda for "banhada" por xixi com frequência, no mesmo lugar, e o carro permanecer parado por muito tempo. Isso acelera e propaga a corrosão e os estragos nas borrachas.

Rodas de aço "sofrem" mais do que as de alumínio, destaca.

"As partes que mais oxidam são o cubo, a cabeça dos parafusos e as respectivas roscas incrustadas no cubo. A longo prazo, a corrosão é capaz de chegar ao ponto de um ou mais parafusos travarem ou até quebrarem. No mínimo, sua vida útil é reduzida", explica.

Especialmente no caso de cachorros de maior porte, o xixi pode afetar outras áreas, como suspensão, tubulações e conexões hidráulicas, cujas borrachas podem perder a elasticidade e se romper.

"As borrachas têm uma característica que permite maior penetração das substâncias danosas da urina, reduzindo consideravelmente sua durabilidade. As buchas, por exemplo, endurecem e causam trepidações e ruídos na suspensão".

Como evitar

Existem capas de proteção dos pneus no mercado e sempre é possível adestrar o seu cão para fazer xixi no lugar certo. Até existem produtos que são aplicados para inibir que o animal de estimação urine naquele local.

Por experiência própria, Franieck, que tem quatro cachorros e possui automóvel, prefere mantê-los longe da garagem para evitar problemas.

Porém, se o carro fica estacionado na rua, aí não tem muito o que fazer em termos de prevenção.

Nesse caso, recomenda o especialista, o ideal é passar uma água nas rodas com a maior frequência possível para eliminar o xixi e os estragos que ele causa.

Se os danos já tiverem acontecido, aí não tem jeito: faça a manutenção o quanto antes para seguir rodando tranquilo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina, PI
22°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 37°

22° Sensação
1.03km/h Vento
73% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h01 Nascer do sol
05h52 Pôr do sol
Sáb 36° 21°
Dom 36° 20°
Seg 36° 21°
Ter 36° 21°
Qua 37° 20°
Atualizado às 07h06
Economia
Dólar
R$ 5,44 -0,01%
Euro
R$ 5,91 -0,02%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,29%
Bitcoin
R$ 329,417,82 -0,40%
Ibovespa
128,293,61 pts 0.85%
Publicidade