Esportes Reforço

Léo e Bruno Alves agradam, e São Paulo freia procura por zagueiro

Clube observa "oportunidades de mercado", mas desempenho de dupla traz tranquilidade

03/04/2021 08h23
Por: Redação Fonte: Globo Esporte
Léo surge como favorito a recomeçar a temporada no time titular de Crespo — Foto: Felipe Espindola / www.saopaulofc.net
Léo surge como favorito a recomeçar a temporada no time titular de Crespo — Foto: Felipe Espindola / www.saopaulofc.net

Depois de seis reforços, o São Paulo se permite olhar para o próprio elenco a fim de ocupar a última lacuna a ser preenchida para a temporada de 2021. Nos últimos dias, Léo e Bruno Alves têm agradado no trabalho do dia a dia e surgem como opções pelo lado esquerdo da zaga na equipe ideal do técnico Hernan Crespo.

O São Paulo segue monitorando opções para ocupar a posição de “zagueiro canhoto”, um pedido de Crespo. Entretanto, não há conversas atualmente em andamento, principalmente depois de a diretoria rodar o mercado e não entrar em acordo após primeiro contato com algumas alternativas estudadas.

Nomes como Sabino (Santos), Alan Franco (Independiente) e Adonis Frías (Defensa y Justicia) acabaram sondados nas últimas semanas pelo clube do Morumbi. Porém, as condições impostas impediram avanço.

Sem sucesso nos diálogos iniciais, o São Paulo vê o elenco praticamente fechado diante do desempenho de Bruno Alves e Léo, principalmente do segundo.

Canhoto e avaliado com uma melhor saída de bola, Léo larga na frente neste período sem partidas e pode recomeçar a temporada como titular ao lado de Arboleda e Miranda, favoritos às outras duas vagas no time ideal do São Paulo para a continuação do Paulistão.

A avaliação positiva alivia o trabalho da diretoria no mercado. O São Paulo já confirmou seis contratações (Eder, Miranda, William, Orejuela, Bruno Rodrigues e Benítez) e tem o elenco praticamente fechado para 2021. Ida ao mercado, somente se surgirem oportunidades.

Diante da indefinição do futebol em relação à pandemia e a situação financeira do clube, o plano é enxugar elenco e folha salarial.

Além de Jean, Tréllez e Toró, novas saídas devem ocorrer nas próximas semanas. Everton Felipe, por exemplo, deve deixar o clube depois de ter defendido o Atlético-GO em 2020.

O São Paulo calcula que deixou de arrecadar R$ 130 milhões durante o período de pandemia, sendo R$ 65 milhões só de bilheterias das partidas no Morumbi. Portanto, diante do cofre apertado, o clube também olha com atenção para o próprio elenco.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.