Cidades Pandemia

Jaicós proíbe venda de bebidas e cancela feiras após aumento de casos de covid

O decreto também proíbe atividades religiosas presenciais, realização de eventos culturais e esportivos públicos e privados.

04/05/2021 10h47
Por: Redação Fonte: Cidade Verde
Foto: Prefeitura de Jaicós
Foto: Prefeitura de Jaicós

Após o aumento de casos de Covid-19 e duas mortes de jovens da mesma família em menos de uma semana, o prefeito de Jaicós (352 km de Teresina), Ogilvan Oliveira, conhecido como Neném de Edite (PSD), determinou o fechamento de bares e do comércio em geral, proibiu a venda de bebidas alcóolicas no comércio e cancelou as feiras livres no município por dez dias. 

Em uma testagem realizada na cidade, de 100 pessoas, 35 positivaram. “Estamos tomando essas medidas devido ao aumento de casos e a flexibilização dos decretos estaduais depois da Semana Santa. Precisamos reduzir o fluxo de circulação de pessoas e realização de eventos como casamentos. Esse aumento não está fora da realidade, mas precisamos barrar para chegamos a uma estabilidade e redução”, argumenta o prefeito.

O decreto também proíbe atividades religiosas presenciais, realização de eventos culturais e esportivos públicos e privados. Lojas de materiais de construção poderão funcionar às segundas, quartas e sextas das 07h às 18h e permanecendo fechados às terças, quintas e aos fins de semana. Os restaurantes, lanchonetes e trailers poderão funcionar por delivery até às 21h, desde que não entregue bebidas alcóolicas.

“Aumentamos a sanitização de ruas, ambulâncias, hospitais e distribuímos viseiras no comércio, reforçamos a obrigatoriedade do uso de máscaras ao saírem de casa e o isolamento social. Eram medidas que já eram adotadas mas a população estava relaxando, por isso estamos intensificando a fiscalização da vigilância sanitária”, destacou Neném de Edite. 

Jaicós possui cerca de 20 mil habitantes, mas é cidade pólo para outros municípios circunvizinhos, o que aumenta o fluxo para 45 mil pessoas. “Com o retorno do auxílio emergencial, muitas pessoas de outros municípios recebem em Jaicós”, acrescenta. 

As medidas valem a partir desta terça(04) até o dia 14 de maio, mas podem ser prorrogadas. “Queremos estabilizar os números, por isso precisamos do apoio da população que tem que nos dá sua contribuição para que possamos reduzir os casos e com isso flexibilizar as medidas”, afirma o prefeito.

 

Casos e vacinação

 

Jaicós já registrou 1.111 casos confirmados da doença, destes 256 estão ativos, sendo dez em hospitais e 22 óbitos desde o início da pandemia. Dois deles ocorreram no intervalo de cinco dias, sendo dois jovens de 25 e 28 anos da mesma família, que não tinham comorbidades. 

A cidade já recebeu 2.440 doses de vacinas até o dia 30 de abril para a primeira dose e imunizou o público-alvo de acordo com o plano nacional de imunização e do estado: 

Profissionais da saúde, idosos a partir de 63 anos, pessoas com deficiência partir de 60 anos e policiais civis e militares. 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.