Polícia Operação Hesíodo

PF cumpre mandados em Teresina durante operação contra facção criminosa

Segundo a polícia, o grupo criminosos é responsável por tráfico de armas, drogas, crimes violentos e lavagem de dinheiro.

10/06/2021 10h08
Por: Redação Fonte: G1 Piauí
Polícia Federal cumpre mandado durante operação — Foto: Divulgação/PF
Polícia Federal cumpre mandado durante operação — Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta quinta-feira (10), mandados em Teresina como parte da Operação Hesíodo, deflagrada pela superintendência da PF no Maranhão com o objetivo de desarticular uma facção criminosa responsável por tráfico de armas, drogas, crimes violentos e lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, foram cumpridos na capital piauiense dois mandados, um de prisão temporária e outro de busca e apreensão. A investigação faz parte do desdobramento de um inquérito policial instaurado para investigar grupos criminosos com envolvimento em roubos contra instituições financeiras e transportadoras de cargas no interior do Maranhão.

A PF informou que durante as investigações descobriu a existência de pessoas no interior do Maranhão ligadas à facção criminosa com atuação em âmbito nacional, o que levou a indícios de que os investigados podem estar ligados ao grupo criminoso ou, ao menos, estar auxiliando nos crimes.

Conforme a polícia, os investigados teriam tarefas bem definidas no grupo criminoso, alguns com a incumbência de serem o braço armado do grupo, realizando cobranças de dívidas, outros por realizarem a venda de drogas e armas e alguns por serem operadores financeiros para lavagem de dinheiro.

 

Mandados judiciais

 

Com base nas investigações, a Polícia Federal representou judicialmente perante o Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de São Luís, especializada em crimes praticados por organizações criminosas.

Foram concedidos 24 mandados de busca e apreensão, 14 mandados de prisão temporária, além de constrição patrimonial. Além de Teresina, foram cumpridos mandados nos municípios maranhenses de Caxias e Timon.

Os envolvidos, caso condenados, podem responder pela prática de crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

O nome da operação faz alusão ao poeta grego Hesíodo, que escreveu a obra Teogonia, onde ele faz referência a monstros da mitologia que espalhavam terror e miséria.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.