Esportes Vitória

Crespo acerta nas apostas e volta a ter paz no São Paulo após classificação

As estratégias escolhidas por Hernán Crespo deram resultado dentro de campo e foram fundamentais para a vitória por 3 a 1 sobre o Racing, na Argentina.

21/07/2021 09h45
Por: Redação Fonte: Uol
Hernán Crespo comemora gol do São Paulo contra o Racing | Imagem: Staff Images / CONMEBOL
Hernán Crespo comemora gol do São Paulo contra o Racing | Imagem: Staff Images / CONMEBOL

O popular "dedo do técnico" esteve presente na classificação do São Paulo às quartas de final da Libertadores. As estratégias escolhidas por Hernán Crespo deram resultado dentro de campo e foram fundamentais para a vitória por 3 a 1 sobre o Racing, na Argentina.

A principal delas foi Marquinhos. O técnico argentino decidiu apostar no atacante de 18 anos, que fez apenas seu quarto jogo como profissional. O resultado foi uma atuação de gala. O caçula se encaixou perfeitamente em dupla com Rigoni e participou dos três gols do São Paulo na partida.

Além de marcar o segundo, ele deu assistência para Rigoni fazer o terceiro. Já no primeiro, também marcado pelo argentino, foi dele o chute que bateu na trave antes de a bola morrer no fundo das redes.

"Se mostrou muito efetiva [a mudança]. Sempre tentamos dar dinâmica ao jogo, dar profundidade. Acredito que nós dois tenhamos as mesmas características, foi o que mostramos dentro de campo e o que praticamos durante a semana. Estou muito feliz com o trabalho da equipe, porque fizemos o que tínhamos que fazer", disse Rigoni, em entrevista coletiva depois da partida.

O argentino foi para a partida mesmo com pouco tempo de recuperação do edema sofrido na coxa direita. Ele aguentou os 90 minutos, assim como Miranda, escalado por Crespo depois de correr contra o tempo para se recuperar de uma mialgia na panturrilha esquerda.

O meio-campo foi outro setor que contou com mudanças de Crespo. O treinador deixou Luan no banco de reservas e formou um trio com Liziero, Gabriel Sara e Benítez. A mudança deixou o São Paulo mais leve e resultou em um número maior de jogadas criadas ao longo da partida. Foi do meia argentino o passe para o gol de Marquinhos.

"O resultado nos obrigava a arriscar algumas situações, porque precisávamos fazer um gol. Depois, ajuda muito ao Benitez ter dois jogadores rápidos como Rigoni e Marquinhos, e pensamos que poderia ajudar pelas alas o Welington e o Igor Vinicius. Para ter um equilíbrio durante o jogo, precisamos de três zagueiros e um volante central com bom passe, como Liziero, e um jogador de armação, como Sara", explicou Crespo.

As apostas não apenas ajudaram a classificar o São Paulo como deram paz para Crespo. O time convivia com cobranças constantes por causa do mau desempenho no Brasileirão e o desempenho apresentado na primeira partida contra o Racing.

Resolvido o problema da Libertadores, o São Paulo agora volta a se preocupar com o Brasileirão. No domingo, às 16h (de Brasília), a equipe vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo. Uma derrota pode recolocar o time na zona de rebaixamento e acabar com os poucos dias de paz em meio a um calendário tão agitado.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.