30°

Alguma nebulosidade

Teresina - PI

Esportes Sinal amarelo

Derrotas ligam alerta no Palmeiras para a Libertadores

Time atravessa sequência ruim justamente quando mais teve tempo livre para trabalhar

13/09/2021 às 09h51
Por: Redação Fonte: Globo Esporte
Compartilhe:
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, na derrota para o Flamengo — Foto: Marcos Ribolli
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, na derrota para o Flamengo — Foto: Marcos Ribolli

A cabeça do torcedor do Palmeiras está na semifinal da Libertadores, nos dias 21 e 28, contra o Atlético-MG. E é justamente pensando nesses confrontos que o cenário atual é de preocupação.

A derrota por 3 a 1 para o time misto do Flamengo neste domingo, no Allianz Parque, pelo Brasileirão, deixou esse sentimento ainda mais evidente.

Mas não é algo que se resume a essa partida. O Palmeiras vem tendo tempo de sobra para treinar e se preparar. Só que, em vez de evoluir, o time tem regredido. E isso se reflete nos resultados.

Nos últimos oito jogos, o Palmeiras ganhou dois (incluindo o ótimo 3 a 0 sobre o São Paulo), empatou dois e perdeu quatro. Isso aconteceu em 43 dias, ou seja, uma média de uma partida a cada cinco dias – o que, no futebol brasileiro é quase uma eternidade para se trabalhar.

Abel Ferreira teve esse tempo e ainda contou com praticamente todo o elenco à disposição. Mas não conseguiu fazer a equipe melhorar.

A derrota para o Flamengo foi mais uma com enorme dificuldade no setor defensivo, que caiu muito de produção nessa sequência. Sobrou espaço para o ataque do adversário, principalmente pelos lados.

No primeiro tempo, o time teve alguns bons momentos e conseguiu ficar com a bola. Também havia espaço para jogar no ataque, mas faltou capricho sobretudo no último passe, para criar a chance clara de gol.

Tanto que a única oportunidade real foi o gol feito por Wesley, em ótima jogada individual. Fora isso, o Palmeiras foi um deserto de ideias e criatividade, ainda que tenha conseguido manter a posse e igualar as ações com o Flamengo.

Com Dudu, Raphael Veiga e Rony apagados, a saída de Wesley no início da etapa final matou qualquer criatividade que o Palmeiras ainda tinha. A partir daí, a equipe se tornou previsível, e o que se viu foi um show de erros de passes e cruzamentos. E praticamente nenhum perigo criado.

Defensivamente, o time teve erros individuais e coletivos, principalmente de marcação. Sofreu mais dois gols em bolas alçadas na área e outro em contra-ataque que acabou com Michael entortando Marcos Rocha antes de marcar.

Vale lembrar que o Palmeiras estava com seu elenco completo, jogando contra um time misto do Flamengo, sem nomes como Gabigol, Bruno Henrique, Filipe Luis, Diego e Rodrigo Caio, além de Arrascaeta, que saiu no primeiro tempo, lesionado.

Isso também faz do desempenho ainda mais preocupante. Era obrigação do Palmeiras se impôr jogando em casa e partir pra cima do desfalcado rival. Aconteceu exatamente o contrário.

Ainda restam oito dias até o jogo de ida da semifinal da Libertadores, contra o Atlético-MG. Tempo de sobra para corrigir os erros.

Abel Ferreira novamente terá a semana livre para treinar o time e buscar soluções. Mas também cabe a ele e à comissão técnica aproveitar esse período para fazer a equipe de fato evoluir e estar pronta para os dois jogos mais importantes da temporada.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI Atualizado às 23h07 - Fonte: ClimaTempo
30°
Alguma nebulosidade

Mín. 22° Máx. 37°

Dom 38°C 22°C
Seg 39°C 23°C
Ter 38°C 23°C
Qua 39°C 22°C
Qui 40°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes