Cidades Sem acordo

Greve dos ônibus: trabalhores entram na terceira semana de paralisação em Teresina

De acordo com a categoria, após várias reuniões ainda não foi possível chegar em acordo com os empresários.

22/02/2021 14h22
Por: Redação Fonte: Portal O Dia
Greve dos ônibus: trabalhores entram na terceira semana de paralisação em Teresina. Foto: Assis Fernandes/ O Dia
Greve dos ônibus: trabalhores entram na terceira semana de paralisação em Teresina. Foto: Assis Fernandes/ O Dia

A greve dos ônibus em Teresina entrou na terceira semana, nesta segunda-feira,  Os trabalhadores e os empresários ainda não entraram em acordo  para que o transporte coletivo volte a funcionar, como explica o motorista Antônio Cardoso.

"Nos já estamos para desistir, porque já fizemos de tudo para entrar em acordo, mais tem pessoas que não tem interesse em resolver o problema", afirma Cardoso.

Vale, lembrar que a greve dos ônibus iniciou no dia 08 de fevereiro e a categoria já realizou algumas manifestações na cidade. Os trabalhadores afirmam que na última reunião, pediram apenas R$35,00 para o Plano de Saúde e já até  diminuíram o valor do ticket e do salário. 

"Está complicado chegar em um acordo, alguns empresários e empregados querem resolver a situação, mas outros não. A gente já perdeu muito e continua perdendo, mas é complicado", lamenta o motorista.

 

Municipalização do transporte 

 

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, anunciou municipalizar o transporte coletivo . O gestor disse que já tentou diálogo com empresários do setor, mas nãohouver resolução do problema. 

Mas de acordo com o coordenador técnico do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), Vinicius Rufino, durante, a municipalização não é a solução. 

Ele citou que em nenhuma cidade do Brasil o sistema é gerido totalmente por empresa pública. Segundo o representante do Setut, apenas Porto Alegre-RS mantém uma empresa pública para o transporte coletivo e só opera 5% do sistema para avaliar se as empresas privadas são fiéis a realidade. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.